Santuário RPG
versão 8.1

Pages: (3) 1 2 3  ( Go to first unread post )
responder
novo tópico
fazer enquete

 A Queda
Rainbow
 Posted: Mar 2 2018, 01:49 PM
citar


Rainbow




N/A



117 posts

Ficha

Rainbow is Offline

Aventureiro




Ele já sabia. Essa era a opinião de Rainbow sobre ela ter descoberto aqueles papeis. Ela chega a pensar que ele deixou aquelas fichas meio escondidas de propósito para que ela encontrasse. Muito astuto da parte de Sebastian.

-Usamos aquilo que está à nossa mão, não é mesmo? Ainda mais quando há desconfiança envolvida.

Rainbow não se senta. Esperava ouvir o que Sebastian tinha a dizer em pé mesmo, afinal ela tinha certa pressa.

-Não vamos prolongar essa conversa por muito tempo. Ficarei em pé, obrigada pelo convite.

Meneia a cabeça negativamente quando Sebastian diz que aquelas fichas eram prontuários médicos, não acreditava naquilo e nem mesmo se aquele era o nome do médico.

-Você tem razão em algumas palavras, não nego. Mas porque a ficha de Mirial está em maior parte sem preencher? Ele ainda está vivo naquela igreja e pior, fazendo experimentos com espíritos de pessoas mortas. Ele as aprisiona com um tipo de máquina para que os entes queridos possam visitá-los. Mas quando você os vê, eles estão sofrendo. Não tem o direito de ter o seu descanso merecido nos braços da morte.

Ela abaixava a pá que usava para se defender e para enterrar os mortos quando trabalhava no cemitério.

-Suas intenções me parecem boas, mas acredito que ainda esteja escondendo algo de mim. Mas não o culpo por isso, afinal minha história é bem estranha. Além de que me acolheu de pronto em sua casa sem questionar muito. Enfim...

Ela não confiava em quase ninguém, mas fingiria que confiava.

-Pegue sua ficha depois que eu sair e a atualize. Mirial está mais velho, louco e trabalhando com um cara de quase quatro metros de altura. Seu nome é Moria. Não sei se ele é ajudante de Mirial ou outra coisa ou ainda, se o que vi eram ilusões dos cogumelos alucinógenos. Por isso preciso urgentemente desse antídoto, para quebrar a cara de Mirial e libertar os espíritos presos descasarem.

A torrente de inormações é tanta que ela fica um pequeno tempo sem fôlego. Quando retoma, estava visivelmente mais tranquila:

-Posso contar com sua ajuda? Deixo Mirial vivo para você conseguir a tal recompensa, se existir alguma.

Aguarda a resposta de Sebastian. Independentemente do que ele dissesse, Rainbow se despediria do médico e deixaria seu consultório e seguiria seu caminho para o alto do vulcão.

Durante a subida, ela fica atenta a tudo e todos. Depois dessa descoberta de Sebastian ela não confiava em mais ninguém. Mas poderia usar seu poder de "deusa" para movimentar as massas a seu favor, se necessário.


@Raamar

This post has been edited by Rainbow: Mar 2 2018, 01:51 PM

--------------------
~Ficha~
FOR 15 / ACUI 4 / PRE 10 / DES 10 / VIT 14
Dano Corpo a Corpo = 15
Dano à Distância = 4
Dano de Arremesso = 9

Acerto Corpo a Corpo= 10
Acerto à Distância= 10

Esquiva= 10
Bloqueio= 10
Agilidade= 10

Resistência= 7
Pontos de Vida (PV) = 110
Profissões: Arqueóloga (Especialista/Intermediário) e Ladrão (Especialista/Intermediário)
Vantagens:
Peculiaridades: Audição Aguçada, Corrida, Coragem, Memória Expandida, Sensitivo e Visão Aguçada
Aprimoramentos: Acrobata, Criptógrafo, Equilíbrio Perfeito, Especialista em Armadilhas, Furtividade, Invisibilidade, Pulo do Gato, Rastreio e Sorrateiro
mp
^
Raamar
 Posted: Mar 8 2018, 09:13 AM
citar


Raamar




CP6 - Comandante



879 posts

Ficha

Raamar is Offline

Narrador




A QUEDA


A agitação era nítida em Rainbow e quanto a isso Sebastian parecia não reclamar, conseguir extrair alguma reação da celestial era quase um milagre, ainda que por dentro o médico estivesse animado com as mudanças, seu exterior batalhava para se manter mais neutro, estava recebendo sérias acusações daquela que levara para sua própria casa, mas, ao menos, o perigo de levar uma pancada com a pá já não era mais iminente.

A percepção de Rainbow e sua metodologia em juntar peças impressionava o médico conforme a garota reportava suas suspeitas e tecia sua explicação. Deixava amenizar a enxurrada de informações despejadas pela celestial, fazendo uma ou outra anotação rápida em qualquer lugar disponível de sua mesa, aguardando o momento no qual a garota ficaria sem fôlego. [Sebastian Knevitz]--Eu não tive contato com Mirial, por isso sei tão pouco dele, essas informações que me passou são..... Preciosas, perturbadoras, mas muito valiosas! - Os dedos tamborilavam pela mesa, em um ritmo que parecia estar alinhado com o processamento daquelas informações na mente do médico. [Sebastian Knevitz]--Veja, se o que você está me contando não foi fruto de uma alucinação devido aos cogumelos, então Mirial não é um refém da Cósmica Fé como eu suspeitava, a situação pode até mesmo ser o completo oposto... - Nada daquilo era uma afirmação, o próprio tom utilizado por Sebastian deixava claro que ele estava conjecturando sobre uma possível reviravolta em suas teorias, de forma que ficava pouco claro se estava falando consigo mesmo ou incluindo Rainbow.

[Sebastian Knevitz]--Irei lhe auxiliar com o antídoto, disso pode ter certeza, agora se acha que estou fazendo isso por uma mera recompensa, esse pode ser seu maior erro, não subestime minhas motivações. Agora vá encontrar uma forma de entrar naquele templo novamente enquanto eu trabalho no antídoto. - Um leve tom de raiva misturado com ressentimento banhava a dispensa para Rainbow, o doutor até mesmo gesticulava com sua mão direita indicando que a garota devia deixar a sala. [Sebastian Knevitz]--Agora lembre-se, não entre no templo até eu chegar, podemos não ter outra chace e se você for pega pelos efeitos alucinógicos de novo, pode acabar nem saindo daquele lugar. Mesmo que eu não consiga terminar a tempo essse antídoto, ainda irei para lhe ajudar. - O tom paternal retornava naquelas últimas palavras, revelando que mesmo com tudo que fora dito, o médico não havia deixado de se importar com a segurança de Rainbow.

Se deixasse a residência, Rainbow veria a mesma cena de antes, ainda estavam na metade da manhã, por isso a temperatura estava nitidamente aumentando, o fluxo de pessoas no interior do vulcão era um pouco maior do que em sua última saída, porém não reconhecia ninguém. O que não evitava que fizesse contato com estas pessoas. O elevador estava descendo com algumas pessoas, por isso se quisesse utilizá-lo teria de esperar alguns poucos minutos.

Sua presença se destacava no local e ainda que muitos tentassem disfarçar, era nítido para Rainbow o quanto chamava a atenção, se fosse vagar pelo local ou então conversar com as pessoas logo se daria conta que três crianças seguiam seus passos, buscando qualquer oportunidade para se agarrar na barra de sua camiseta, como se buscassem nesse mísero toque uma benção de boa sorte.
Controle de Narração:

Turno: Rainbow: 16

HP: Rainbow: 110

EP: Rainbow: 93

Ganhos: Rainbow: -

Perdas: Rainbow: -



@Rainbow

--------------------

user posted image
mp
^
Rainbow
 Posted: Mar 10 2018, 11:20 AM
citar


Rainbow




N/A



117 posts

Ficha

Rainbow is Offline

Aventureiro




Era impressionante o que se podia conseguir quando se dizia a verdade. Ou mesmo com as mentiras. No caso atual foi com a verdade. Sentiu que Sebastian pareceu mais aberto quando ela contou sobre a máquina dos espíritos, Moria, Mirial louco e toda a gama de acontecimentos anteriores. Saber que Mirial poderia estar tratando a religião da ilha como suas "mãos" para conseguir algo maior e tratando os fieis da ilha como suas ferramentas para seu trabalho insano e desumano. Isso fazia a ira de Rainbow, que tinha um respeito enorme pelos mortos e pela morte, ferver.

Além disso, Sebastian possuía outras motivações das quais Rainbow não pôde detectar. Mas ela iria descobrir, isso era só questão de tempo. Teria alguma motivação pessoal? De alguma agência do governo? Era apenas um médico louco que queria o que Mirial estava desenvolvendo? Quaisquer que fossem essas motivações, Rainbow teria que descobrir e dependendo do objetivo de Sebastian, ele também teria a cara estampada na pá que agora ela carregava com carinho em suas costas.

"Ninguém brinca com a morte. Ninguém tem esse direito. Aprisionar espíritos para satisfazer sentimentos de luto não superados é uma coisa da pior espécie para qualquer ser vivo. Isso me enoja."

-Mas você precisa se acalmar....e pensar em alguma coisa para poder resolver esse assunto.

Assim que deixou o consultório, podia perceber que a vida ali continuava a mesma coisa de sempre. Olhou em volta em busca de algo que pudesse chamar a sua atenção, mas nada estava "fora do lugar". Era como uma cidade interiorana de poucos habitantes que nunca mudava. A única coisa diferente era alguém caindo do céu em meio a raios e trovões. Chegou a sorrir um pouco ao pensar sobre isso.

Resolveu caminhar na direção do elevador, mas percebeu três crianças seguindo-a. Fingiu por alguns instantes que não as tinha visto. Correu um pouco para se afastar delas, em tom de brincadeira e esperou elas se aproximarem. E quando elas estivessem bem perto, Rainbow se vira de surpresa, fazendo um sonoro:

-BUUUUUUUU!

Mas era tudo em tom de brincadeira. Não queria realmente assustar as crianças. Ela se agacha, para ficar na altura das três crianças e começa a conversar com elas:

-E então? O que fazem tão cedo aqui? Brincando? Vocês não tem que ir na escola?

Além da morte, Rainbow também gostava de crianças. Isso a fazia lembrar de seu irmão. E as crianças costumavam acalmar um pouco a coveira, que naquela ilha era mais conhecida como deusa.
mp
^
Raamar
 Posted: Mar 16 2018, 06:58 PM
citar


Raamar




CP6 - Comandante



879 posts

Ficha

Raamar is Offline

Narrador




A QUEDA


Se esquivar das crianças o suficiente para conseguir ganhar terreno e entãp pegá-las desprevinidas com um susto sequer chegava a representar um desafio para a alada, o que lhe colocava a prova era a reação que as crianças tinham frente a esta brincadeira.



A diferença de idade das crianças era nítida, tendo a mais nova a altura e aparência de uma criança de 5 anos e a mais velha em torno de 10, o garoto estava claramente no meio termo. Ainda que em diferentes tons, todos possuiam cabelos escuros e peles claras, revelando um baixo contato com o Sol. Não estavam mal vestidos, tampouco hostentavam coisas de luxo. Em relação a celestial, não era isso que lhe chamava a atenção e muito menos a desafiava, mas sim as gordas lágrimas que se formavam nos olhos da menor das garotas para então rolarem soltas por suas redondas bochechas.


Seus olhos esverdeados mal podiam ser vistos tamanha a força que a garota os fechava enquanto chorava, mas vez ou outra quando os abria, deixavam a impressão de serem feitos com a mais pura esmeralda derretida, se fosse isso possível.

A garota mais velha imediatamente se colocou a abraçar a mais nova, privando Rainbowm do rosto desta, porém o garoto foi mais incisivo. [Martin]-Deusa bobona, por que fez a Maria chorar? - Como toda boa criança, aquela pergunta não foi feita de forma gentil e educada, mas sim acompanhada de um belo chute na canela.

Não bastasse isso, Martin ainda fez questão de mostrar a lingua para Rainbown e então levar sua pequena irmão correndo para longe, deixando apenas a mais velha em frente a celestial. [Sara]-Martin não fez por mal senhora Deusa, não castigue ele, por favor. Viemos atras da senhor só porque Maria queria te entregar isso daqui! - Estendeu as mãos segurando nela um exemplar de flor cujas pétalas eram amarelas rajadas de rosa. [Sara]-Maria achou essa flor e achou parecida com seu cabelo. - Explicou rapidamente.
Controle de Narração:

Turno: Rainbow: 17

HP: Rainbow: 110

EP: Rainbow: 93

Ganhos: Rainbow: -

Perdas: Rainbow: -



@Rainbow
mp
^
Rainbow
 Posted: Mar 20 2018, 11:37 AM
citar


Rainbow




N/A



117 posts

Ficha

Rainbow is Offline

Aventureiro




A ideia do susto que Rainbow queria dar nas crianças era em tom de brincadeira e quem sabe com isso tentar reviver um pouco das suas memórias com seu irmão mais novo quando estava morando com seus pais. Sua vida com seu pai era bem complicado devido à sua condição feminina, mas seu irmão era sua vida e sua mãe tentava, da melhor forma possível, manter um convívio pacífico dentro daquela imensa mansão na ilha do céu.

Mas infelizmente uma das crianças, claramente a mais nova, tinha se assustado com sua brincadeira. E pior, estava prestes a abrir o berreiro com medo da coveira. Rainbow até pensa em pedir desculpas, se abaixar para ficar na altura da criança, mas não tem tempo de fazê-lo. Só sente uma dor terrível em sua canela, provocada por um chute forte da outra criança, que, em um impulso de proteção age de forma violenta ao ver que a menina mais nova chorava.

A dor do chute não era insuportável, mas incomodava bastante fazendo com que a Shandian pulasse em um pé só em torno de si mesma, evitando tocar o chão com a perna atingida. Tinha visto as crianças rapidamente, não tinham nada de extremamente especial nelas, a não ser os olhos lindamente verdes da criança que vertiam lágrimas tão gordas quanto besouros. Dava a impressão que os olhos esmeralda da criança iriam derreter junto às lágrimas da pequena.

Depois da dor lembrar somente um latejar leve na canela, ela percebe que a menina que chorava e o menino que a chutara já tinham partido, deixando a terceira criança, mais velha, para trás. Iria virar as costas para ela e seguir seu caminho, mas a menina explica o que estava acontecendo. Rainbow fica um pouco comovida com a gentileza da pequena e se sente um pouco culpada por ter assustado o trio.

-Não se preocupe quanto a castigos, eles nunca funcionam. Eu peço desculpas, não queria assustar a pequena Maria, eu estava querendo brincar com ela e com vocês.

Pegou a flor nas mãos e admirou a beleza das pétalas por alguns segundos, colocando-a logo em seguida nos cabelos, para usá-lo como enfeite e para contrastar com seus cabelos. Agachou-se para ficar na mesma altura da menina e completou:

-Diga à pequena Maria que amei o presente e que o usarei sempre. E mande minhas desculpas para ela e meu agradecimento.

Se aproximou da menina e tentou dar-lhe um beijo na testa, cheio de carinho. Caso a menina não aceitasse seu beijo, ela não ficaria chateada e entenderia perfeitamente. Então se despede da garota e toma seu caminho na direção da igreja.

No caminho para a igreja, Rainbow prefere prestar atenção a tudo e a todos. Desconfiava que seu irmão de raça poderia estar tramando contra ela, talvez tenha colocado pessoas atrás dela ou ainda a estivesse vigiando através de aparatos tecnológicos.

Uma ideia perturbadora passa pela mente de Rainbow. Qual era o nível de controle sobre aqueles espíritos? Seria possível que Mirial tivesse colocado um espírito atrás dela? Esperava sinceramente que não. Por alguma razão desconhecida pela shandian, ela leva a mão direita até à flor presa ao cabelo, como que se quisesse conferir se ela realmente estava lá. Nunca ganhava presentes e aquela planta tão frágil era como um diamante para ela.
mp
^
Raamar
 Posted: Mar 28 2018, 01:14 PM
citar


Raamar




CP6 - Comandante



879 posts

Ficha

Raamar is Offline

Narrador




A QUEDA


Um sorriso se abria no rosto de Sara ao ver a flor posicionada nos cabelos da celestial, não recusou o beijo que Rainbow lhe oferecia, pelo contrário, ergueu-se na ponta dos pés para diminuir o trabalho que a alada teria. [Sara]-Obrigado senhora Deusa. - Disse a pequena garota já se afastando e acenando com o braço erguido sobre a cabeça. Seguia na mesma direção que seus irmãos haviam corrido, como se já imaginasse onde poderia encontrá-los.

Rainbow seguia seu caminho, entrando no elevador e aguardando o trajeto até o topo do vulcão, no alto encontrou a cena que já começava a se famializar, sentia que conhecia o caminho entre as casas. Não encontrou muitas pessoas entre as casas, tampouco pareciam estar dentro delas. Poderia investigar o local caso desejasse, porém se continuasse seu caminho logo estaria no templo.

Em frente ao mesmo encontraria não somente Hubble como diversos habitantes reunidos, caberia a celestial decidir qual abordagem realizaria.
Controle de Narração:

Turno: Rainbow: 17

HP: Rainbow: 110

EP: Rainbow: 93

Ganhos: Rainbow: -

Perdas: Rainbow: -



@Rainbow
mp
^
0 User(s) are reading this topic (0 Guests and 0 Anonymous Users)
0 Members:

Pages: (3) 1 2 3 
responder
novo tópico
fazer enquete