versão 8.1

Pages: (2) 1 2  ( Go to first unread post )
responder
novo tópico
fazer enquete

 Ato I - A fraca luz de uma chama oscilante
Hang
 Posted: Apr 28 2018, 11:51 PM
citar


Hang




N/A



698 posts

Ficha

Hang is Online

Desenvolvedor




*O homem ouvia com atenção as palavras de Ophelia, apoiado-se no cajado ouvindo cada palavra com uma expressão de seriedade que não era alterada em hora alguma. Depois de ouvir o começo da história da jovem ele se aproximou lentamente, percebendo o olhar dela acompanhando-o com atenção, claramente pronta para um confronto ele usou seu longo cajado para apontar para o corpo caído do estalajadeiro.*

- Pode continuar contando sua história, eu só vou tirar o pobre John do chão. O homem já teve sua cota de problemas nesse bar por causa de pessoas como essas e não merece ficar jogado no chão assim

*Ele ajeita uma das mesas e repousa o estalajadeiro ali. Enquanto a bastarda terminava de contar sua história o velho senhor parecia estar cuidando de John, colocando algumas ervas no ferimento na cabeça dele e em seguida enfaixando-a. Com o fim das palavras da ruiva o silêncio novamente se estendia pelo local, o velho líder dos dragões parecia focado apenas no tratamento do homem ferido, quase dois minutos se passam até que a ruiva vê um movimento com o canto do olho e o bastão do homem bate fortemente no chão gerando um alto estalo.*

- Não ouse tentar fugir Suho Gallahon, eu sei muito bem aonde você mora e sei aonde você se esconde. Se não quiser mais problemas você vai ficar aí quietinho

*Olhando agora com atenção para o lado Ophelia reparava que o grandalhão ferido começara a tentar se arrastar para trás do balcão, provavelmente por alguma saída traseira que a jovem não conhecia, porém após a reprimenda do caçador de recompensas ele simplesmente se deixa jogado no chão, parecendo ter aceitado seu destino.*

*Cerca de mais quatro minutos se passam em silêncio, apenas com o caçador de recompensas cuidando do estalajadeiro, até que ele para e se vira para a corvo. Ele respira profundamente enquanto a olha, expirando lentamente o ar.*

- Ele vai ficar bem, o velho John é duro na queda...Quando a você minha jovem eu entendo a necessidade de se defender, mas você não pode simplesmente agir assim, não pode matar pessoas assim. Eu teria que prendê-la agora, você entende?

*O homem coloca a mão em um bolso no casaco em que usava, por um momento pareceu que ele sacaria alguma espécie de arma, porém acabou por retirar apenas um pedaço dobrado de papel.*

- Para a sua sorte, esses homens são criminosos com ordens de prisão. Eles foram visto agredindo pessoas e roubando-as então o que você fez seria o trabalho de um caçador, mas não é contra lei que alguém de fora o faça. Mas quero que entenda que se fosse apenas um bêbado agressivo qualquer, você poderia estar com um mundo de problemas agora.

*O homem então ficava com uma expressão mais séria, seu olhar se tornava extremamente frio ao encarar a garota.*

- Quato ao "Príncipe", eu talvez saiba de quem você está falando mas preciso saber o porquê de você querer encontrar ele, ele é um de nós e não saímos revelando detalhes sobre outros membros sem um motivo. O que você deseja com Askari?

@Starless
mp
^
Starless
 Posted: Apr 29 2018, 02:04 PM
citar


Starless




N/A



41 posts

Ficha

Starless is Offline

Aventureiro




Ophelia observava Dormann atender os cuidados de John depois que terminou sua explicação. Mantinha-se de pé e com total foco no sujeito à sua frente, aproveitando de todo aquele tempo de silêncio para examinar cada detalhe que pudesse tirar do líder da Dragon Scale. O que conseguiu notar, ao menos em sua concepção, era a sua grande percepção quando notou a tentativa falha de Gallahon de escapar, fazendo-a descartar a possibilidade de tentar fugir dali ela mesma. Instintivamente olhou de soslaio para o derrotado e então seguindo o olhar para trás do balcão e a possibilidade de ter uma saída escondida naquele lugar. Uma chance, talvez, mas um risco desnecessário por simplesmente ter ali uma boa pista sobre um dos príncipes.

Os minutos se passavam e a garota mantinha a mesma posição em aguardo ao julgamento, por assim dizer, do detentor das informações sobre quem buscava. Finalmente, percebeu a movimentação dele e assentiu com a cabeça ao ouvir as notícias sobre o estado de saúde do nocauteado. Quando fora repreendida por matar aqueles homens e que deveria ser presa, abaixou um pouco o olhar e estendeu as mãos fechadas com os punhos próximos em sinal de que estava entregando e preparada para vestir grilhões.

- Fiz o que tinha que fazer. Não resistirei à prisão.

Esperava que fosse sacada alguma arma ou algemas, mas aparentemente era só um papel. Abaixou as mãos e retornou-as para dentro da capa quando percebeu que não seria levada acorrentada dali, esboçando uma leve satisfação com as notícias, mesmo que soubesse das consequências de suas ações. Aparentemente havia julgado certo e escolhido bem os alvos de suas lâminas, mas o que ele dizia era certo e precisava ficar mais atenta quanto a isso. Por fim comentou, resoluta no que acreditava.

- Estava ciente das consequências e preparada para tais.

Houve um momento então que fora pega desprevenida, e não foi por um ataque ou nas reações ou palavras do estranho senhor. Sinceramente, o que lhe tirou um pouco da linha foi a confirmação que Askari estava por lá. Por um segundo apenas: abriu os olhos em surpresa; demonstrou um olhar um pouco trêmulo para Dormann; mordeu levemente o lábio inferior; e explodiu uma inalação oxigênio. Logo depois disso, concertou-se e precisou de uns quatro segundos para responder, enquanto pensava na melhor forma de dizer aquilo. Parecia um pouco hesitante no que deveria dizer, afinal não era prudente espalhar informações sobre a instabilidade de seu país e muito menos sobre a ligação que possuíam, acreditando ser impertinente tal informação. Finalmente, escolheu algo mais neutro.

- Assuntos pertinentes ao reino e à coroa do nosso país. É meu dever, como uma Corvo de Margólia. Preciso encontrá-lo imediatamente, por favor me leve até ele.

@Hang

--------------------
user posted image
mp
^
Hang
 Posted: Apr 29 2018, 10:30 PM
citar


Hang




N/A



698 posts

Ficha

Hang is Online

Desenvolvedor




*O velho homem olhava para Ophelia com atenção, os olhos deles eram estranhos, pareciam ver dentro da alma da garota, como se ele conseguisse ler cada mínimo detalhe dela, que apesar do seu treinamento, por um momento demonstrou a surpresa ao perceber o quão perto realmente estava de um dos príncipes herdeiros. Ele ouvia a resposta dela e parecia ficar alguns segundos remoendo as palavras dela antes de lhe responder.*

- Veja bem, você realmente parece estar procurando por ele por algum motivo real, e não por alguma vingança e coisas assim, e eu entendo isso mas não posso fazer isso, até porque ele saiu em missão e não sei quando ele vai voltar, isso se ele voltar, conhecendo ele talvez continue caçando e só volte em anos. E por claras razões de seguranças eu não posso lhe dizer aonde ele foi. Se ele estivesse na ilha eu lhe levaria a ele, sinto muito minha jovem..

*O homem começa então a andar em direção a porta do bar lentamente, ele usava o bastão como um apoio ao andar, embora a corvo tivesse total certeza que ele era mais do que capaz de andar sem o apoio. Ao alcançar a porta ele coloca a mão na maçaneta e então pára, falando sem olhar para trás com uma voz bem clara.*

- A não ser é claro que você entre pra organização. Pode ser até uma membro temporária, estamos precisando de alguma ajuda pois estamos com poucas pessoas na base e tem algo importante de que preciso, se pudesse cumprir essa missão seria mais fácil lhe divulgar a informação de para onde ele foi

@Starless

This post has been edited by Hang: Apr 29 2018, 10:31 PM
mp
^
Starless
 Posted: May 3 2018, 10:21 AM
citar


Starless




N/A



41 posts

Ficha

Starless is Offline

Aventureiro




Inicialmente parecia um pouco esperançosa que parte de sua jornada havia começado bem, afinal de contas estava de frente com quem realmente tinha algum tipo de informação verdadeira sobre seu meio-irmão Askari, no entanto sua esperança foi despedaçada rapidamente quando mais detalhes lhe foram negado. Simplesmente fechou os olhos e suspirou, pensando que teria de criar um método criativo para extrair aquela informação daquele senhor, de qualquer forma iria conseguir saber o que precisava saber ou morreria tentando, já que não aceitaria fracassar naquela missão importantíssima a qual o futuro digno de seu país dependia daquilo.

Houve um momento de silêncio por parte dela enquanto matutava inúmeras variáveis e saídas baseada nas opções que tinha. Talvez aquele sujeito fosse tão racional como ela, então apelar para sentimentalismo seria em vão, além de que acreditava que utilizar a força contra alguém como ele seria em vão também. Antes que concluísse algum tipo de plano, ouviu as condições de Dormann sobre liberar aquelas informações. Guiou seus próprios olhos para o emissário daquela proposta, repensando nas suas possibilidades e o juramento que fizera tempos atrás ao entrar na ordem dos corvos.

- Não pretendo entrar na sua ordem, nem mesmo fazer parte de seu grupo, porém eu vou ajudá-lo no que for preciso em troca das informações que me negas.

Apesar de um jeito um tanto quanto seco de dizer aquilo, sem timbre ainda saíra um tanto quanto respeitoso. Não deixava de ser uma verdade, sobre negar ser uma caçadora de recompensa. Pelo visto, acabaria sendo usada de um jeito ou de outro para que conseguisse completar sua missão e dever, tendo já feito paz com esse pensamento desde o início.
Prontificou-se a seguir Dormann, aproximando-se dele na direção da porta. Ophelia então o encarou, esperando alguma resposta, por fim comentou de forma resoluta:

- Quando começamos?

@Hang
mp
^
Hang
 Posted: May 5 2018, 12:56 AM
citar


Hang




N/A



698 posts

Ficha

Hang is Online

Desenvolvedor




*O velho senhor sorri para Ophelia, se a jovem não tivesse tão bem treinada ela seria capaz de acreditar que ele realmente estava apenas feliz e que gostara de ter encontrado uma solução que agradasse ambos, mas os corvos a haviam treinado bem demais e ela rapidamente notava que ele a havia manipulado para conseguir o que precisava.*

- Que bom, que bom. Não se preocupe você não precisa se filiar, prestando apenas um serviço pode se mostrar uma amiga da Dragon Scale e assim poderia te dar o que você tanto quer saber...

*Ele puxa outro papel de dentro das suas roupas, havia várias coisas escritas nele e aparentava um belo selo com uma cabeça de dragão no fundo*

- Se você puder assinar aqui dizendo que estará prestando um pequeno serviço para nós, e que não nos responsabilizamos por qualquer coisa que você faça ou que lhe ocorra, mas que aceitamos recompensas que você consiga capturar podemos começar rapidamente...

*O homem ficava apoiado esperando que Star assinasse, enquanto ela lia o contrato e conferia que realmente só dizia o que ele acabara de lhe explicar, embora com palavras certamente muito mais rebuscadas ele começava a lhe explicar o que precisava que ela fizesse.*

- Tem chegado algumas informações muito estranhas da Ilha do Extremo, a parte mais distante do nosso belo reino, e segundo algumas informações alguns piratas parecem estar lá fazendo sabe-se lá o que em nosso território. Em geral nossos caçadores adorariam ir para lá e proteger o próprio reino mas estamos com pouca gente na sede e sua ajuda seria muito bem vinda jovem... Vou preparar um barco que possa levá-la até lá, você tem uma hora para se preparar como desejar, depois disso encontre-me no porto.

*Dizendo isso ele deixava o bar, voltando da porta quando percebera que quase esquecera o brutamontes com quem a bastarda real lutara mais cedo, pegando-o e jogando-o sobre um dos seus ombros enquanto calmamente saía do estabelecimento com um sorriso de satisfação no rosto*

@Starless
mp
^
Starless
 Posted: Jun 8 2018, 06:46 PM
citar


Starless




N/A



41 posts

Ficha

Starless is Offline

Aventureiro




Descruzando os braços, pegou o contrato que o líder dos dragões carregava consigo em suas roupas, parecendo um pouco surpresa pelo fato de que ele tinha algo daquele tipo o tempo todo, quase como se tivesse esperando uma oportunidade como aquela. Buscou então uma cadeira para sentar-se e passou a ler cautelosamente as palavras escritas, assim não teria risco de ser colocada numa situação desagradável sem que soubesse do que estava fazendo. Aparentemente aquilo era a versão mais pomposa do que tinha escutado do próprio sujeito, mas mesmo assim precisava de cuidado.

Deu um longo suspiro quando terminou de ler, repousando os papeis na sua frente. Havia outra forma de conseguir o que precisava? Talvez se entrasse de noite na sede dos caçadores e buscasse algum tipo de registro de viagens de cada membro, ou buscasse mais informações no porto... De qualquer forma tudo iria gerar um esforço e uma consequência que poderia ser boa ou não. Se ao menos tivesse mais com o que escolher, não estaria numa posição tão desvantajosa. Não tinha o porquê de se perder naqueles pensamentos.

- Vou precisar de uma caneta.

Comentou e esperou que fosse lhe dada uma, então assinou "Ophelia Alvior" no espaço, entregando nas mãos do caçador. Logo mais ouviu o briefing da missão e pensou consigo mesma que não era a única que não tinha tantas informações a respeito do que precisava saber. Pelo visto serviria de batedora ou isca para qualquer tipo de reação dos degenerados que habitavam a ilha comentada por Dormann.
Estudou-o enquanto ele pegava facilmente o brutamontes que derrotara, partindo para seus afazeres. Quando a porta se fechou, fechou os olhos e deu mais um suspiro. Ter colocado seu nome naquele papel não a deixou muito feliz, mas era o que precisava ser feito.

O tempo que tinha de sobra até encontrar o barco que a levaria foi gasto com uma rápida refeição do que pudesse conseguir naquela estalagem, acompanhada com uma bebida qualquer em pouca quantidade; talvez frutas e água se tivesse. Repousaria John numa posição mais confortável e passaria uns minutos contemplando a lareira, isso depois de recolher e limpar as facas que arremessara.
Caso nada acontecesse durante esse espaço de tempo, não demoraria muito, tanto porque não tinha com o que gastar seu tempo, e sairia para chegar ao menos uns cinco minutos adiantada no ponto de encontro.

Com os braços cruzados debaixo da capa, a bastarda buscava nos arredores sinais dos caçadores. Havia só aquele obstáculo para que pudesse saber do paradeiro de um dos herdeiros, um obstáculo para o sucesso de seu dever. Mas tinha muito com o que se trabalhar ainda com a pouca confiança que poderia dar a estranhos. Só podia pedir que seu rei, onde quer que estivesse, lhe desse a sabedoria necessária.
Quando finalmente avistasse sua carona, diria, assertiva;

- Estou pronta.

@Hang
mp
^
Hang
 Posted: Jun 10 2018, 12:50 AM
citar


Hang




N/A



698 posts

Ficha

Hang is Online

Desenvolvedor




*O velho líder dos caçadores percebia a expressão surpresa no rosto da jovem na sua frente e lhe dava um pequeno sorriso de reconhecimento.*

- Não fique surpresa minha jovem. Quando você chega na minha idade vivendo esse tipo de vida você aprende a estar sempre preparado para tudo, inclusive uma oportunidade de ajuda inesperada.

*Ophelia lia com atenção o contrato que o homem lhe apresentava, e embora tivesse certos termos e uma linguagem rebuscada que não era familiar para a corvo, aparentemente aquilo apenas a tornaria em um membro temporário da organização que o homem chefiava e deixava claro que ela abria mão da recompensa do pirata que caçaria em nome dos Dragões e que o grupo de caçador de maneira alguma iria se responsabilizar por qualquer coisa que acontecesse a ela durante a caçada.*

*Com a saída de Dormann carregando o brutamontes que ela derrotara a ladina era a última pessoa consciente naquele estabelecimento. Ela tinha um tempo para passar antes de poder sair para fazer a missão que o velho caçador colocara na sua frente antes de lhe dar a informação que precisava, e para juntar um pouco de forças para aquela missão, come algumas frutas que encontra atrás do balcão de John e bebe um pouco de água. A garota apoiava o barman em uma posição um pouco mais confortável antes de deixar o local atrás do barco que a levaria para cumprir a missão que lhe fora dada.*

*Chegando no porto ficava claro qual era o navio que a levaria. Ele era maior que todos os outros a figura de proa era uma cabeça de dragão com a boca aberta ameaçadoramente e a amurada lateral era estilizada como grandes asas abertas. Detalhes em dourado eram espalhados por todo o navio e no seu mastro orgulhosamente a bandeira da organização de caçadores de recompensa tremulava ao vento. Conforme ela observava um homem descia do navio, ele era jovem com cabelos ruivos bem curtos crescendo na cabeça enquanto uma longa e espessa barba que ia até o peito dele crescia de forma incrivelmente desgrenhada. Ele tinha o sorriso de uma criança que estava a ponto de ganhar um doce, o sorriso de um homem louco se divertindo.*

- Você é a garota que o Dorman mandou não é? Ele disse que você tinha um ar perigoso mas pelos deuses garota você poderia cortar alguém com esse olhar, dá um sorriso ou acalme-se vai. Tudo está bem, as coisas estão maravilhosas, estamos a ponto de ir para o mar, divirta-se.

*Ele se pendurava em uma das cortas do navio e girava no ar com o braço livre completamente aberto enquanto gargalhava.*

- Eu sou Gael. Mas rápido suba a bordo eu não vejo a hora de zarpar, venha por favor.

*O tal de Gael falava rápido e de forma incessante. Ele estava constantemente falando sem parar sem dar muito tempo para que a garota intervenha ou responda aos comentários que ele fazia. Ele saltava da corda na qual se segurava e começava a empurrar ela para dentro do navio.*

- Vamos, vamos o mar nos chama você não consegue ouvir? EI, Bakmong a garota já está no navio, vamos zarpar.

*Conforme o navio ia saindo do porto o homem gargalhava igual um maníaco ao lado de Ophelia, abrindo os braços e soltando um longo berro quando finalmente deixavam para trás a terra firme.*

- Eu adoro o mar, ele sempre nos leva para os lugares mais interessantes e trás as melhores histórias. Eu gosto de ouvir coisas novas que aceleram meu coração, apavoram meus sentidos e despertam minha risada. Você não é daqui não é? Me conte algo da sua terra, vamos trocar histórias. Eu posso te contar sobre a ilha do extremo, aposto que você não sabe muitas coisas de lá posso te falar dela. Mas em troca você tem que me dar uma história dessa terra, por favor, você me parece o tipo de pessoa que tem as melhores histórias dentro de si.

*Pela primeira vez desde que ela conhecera esse estranho homem que se chamava Gael ele parava de falar, olhando ansiosamente na direção dos belos olhos de Ophelia, esperando-a*

@Starless
mp
^
Starless
 Posted: Jun 12 2018, 11:55 AM
citar


Starless




N/A



41 posts

Ficha

Starless is Offline

Aventureiro




Com os lábios levemente entreabertos testemunhou a bela presença da embarcação dos Caçadores quando chegou ao porto, seus olhos atentos estudavam a estrutura geral e fazia anotações mentais de como aquele grupo tinha recursos para estilizar uma navio. Era grande e bem bonito, ficando para trás apenas das embarcações reais de sua terra natal as quais mesmo que praticamente raras pela falta de necessidade, ainda existiam. Podia apoiar a escolha da carranca bem estilizada, mas via os detalhes de asa como um exagero. Talvez fosse esse o problema de alguns artesões ou clientes; estilo antes de funcionalidade -apesar de ser completamente suspeita em achar isso sobre qualquer, graças sua frequente escolha de vestimentas.

Assistiu de canto de olho enquanto um tripulante do navio descia as escadas e logo mais se prontificava para saudá-la. Fora o breve meneio positivo com a cabeça em resposta à pergunta sobre Dormann, manteve um semblante neutro conforme escutava sobre seu olhar perigoso, arqueando uma sobrancelha quando passou a ouvir o positivismo exacerbado do homem que se apresentava como Gael.
Era um sujeito deveras... estranho, e imaginou que talvez pudesse ser o álcool ou apenas seu jeito de ser mesmo, mas mesmo assim tentou pegar um pouco do cheiro ao redor de forma disfarçada para ter a resposta de suas suspeitas.

Não ofereceu resistência para entrar no navio, inclusive teve a iniciativa assim que o jovem comentou de adentrarem logo. Contudo, tensionou os músculos quando passou a ser "conduzida" para o convés, relaxando instintivamente quando não tivesse mais em contato físico. Por não ter julgado ser uma ameaça imediata, Ophelia não reagiu quanto a isso, mas estaria pronta para se desvincular ou qualquer coisa do tipo em algum caso extremo. Buscou sinais de mais pessoas da tripulação, estudando cautelosamente os caçadores, como porte físico, atividades e armas em posse.
Seja como for, a linha do porto ficava mais distante conforme o azul oceânico preenchia o horizonte. Seria mais uma boa sensação, inalando a briza marítima e os ventos da costa, mas havia um maníaco rindo ao seu lado, então mantinha-se dois passos e meio de distância, completamente mergulhada nas suas próprias conversas particulares consigo mesma.

No entanto foi surpreendida por algo inusitado; silêncio. Demorou uns três a quatro segundos para olhar na direção de Gael e perceber que ele esperava alguma resposta. Logo que o fez, deixou tomar-se pela surpresa no inesperado e escapuliu um fino sorriso que mesclava alívio pelo final da conversa unilateral, bem como a fagulha de chance que via em tirar alguma informação que a pudesse ajudar. Deu um longo suspiro como se estivesse processando o que contar...

- Claro... Ahm...

Seus olhos então foram jogados para o canto superior direito e o rosto levemente inclinado na mesma direção, isso enquanto levemente tombava a cabeça à esquerda e deixava a boca entreaberta. Espremeu os olhos e a boca enquanto cruzava os braços, nitidamente tentando lembrar alguma coisa interessante que pudesse e quisesse partilhar. Então, julgando pela personalidade de Gael e com o intuito de receber algo mais interessante em troca, buscou um meio termo.

- De onde eu venho, temos grandes montanhas de areia que dançam segundo a vontade dos ventos. Lá é como uma imensa praia, mas sem água e com temperaturas altíssimas durante o dia, mas baixíssimas durante a noite no meio do deserto.

Ela fez uma breve pausa de não mais que um segundo pare reposicionar os pensamentos e reparar na reação do estranho sujeito Estranho. A ex-agente passa uma das mãos livres em sua própria franja tirando-a de cima dos olhos graças a brisa marítima enquanto continuava num tom um pouco mais animado, sentindo um pouco de falta de casa. Talvez nem fosse realmente do lugar, apenas de uma época que as coisas eram relativamente mais simples e por estar cercada pelo próprio povo. Sabia que isso era inaceitável e precisava se focar na sua missão, mas no fundo ainda pensava no que poderia ter sido se tudo estivesse bem.

- Vivi bons anos no deserto, praticamente metade da minha vida. Uma vez pegamos uma tempestade de areia que quase perdemos todas as coisas, foram três dias sem comer de marcha intensa para reabastecer. As casas de lá são diferentes, bem como as roupas e algumas pessoas também. Você deve ter conhecido um conterrâneo meu, Askari o nome dele, Dormann disse que faz parte dos Dragões.

E ela finalmente toca no assunto com uma tonalidade um pouco inocente na voz, tentando alguma coisa a respeito disso. Uma sombra de um sorriso brota em seu rosto conforme buscava amaciar suas feições e mudava a forma de olhar, agora fixando-se nos olhos de Gael. Transparecia uma aura mais convidativa, mas realmente só queria saber do meio-irmão herdeiro ou qualquer pista sobre os outros. Bem, não custava nada tentar.

- Inclusive estou procurando por ele. Fiquei sabendo que ele viajou, você sabe pra onde ele foi?

@Hang
mp
^
Hang
 Posted: Jun 13 2018, 10:15 PM
citar


Hang




N/A



698 posts

Ficha

Hang is Online

Desenvolvedor




*Ophelia subia ao navio após confirmar com um breve aceno que era sim a pessoa mandada pelo líder dos caçadores. Ela era levada por um homem que podia ser o seu extremo oposto em questão de personalidade, ele parecia tão exagerado que a garota até suspeitava que ele pudesse estar bêbado, porém o seu nariz não captava nenhum odor de álcool no hálito do homem conforme ele falava, e ele o fazia sem parar.*

*Gael não parecia perceber que a jovem ficava tensa com o contato físico forçado que o homem lhe fazia, agindo de forma extremamente amigável com ela quase como se já a considerasse sua mais nova melhor amiga. No convés do navio quando finalmente o homem lhe dava um pouco de espaço, embora não parasse de falar, e ela conseguisse relaxar um pouco, a jovem corvo observava bem seus arredores e finalmente notava para a sua surpresa que todas as pessoas que via naquele barco pareciam não carregar arma alguma, eles pareciam ser apenas uma tripulação de um navio e não caçadores.*

*O homem ouvia a história que a ladina lhe contava com uma expressão de total imersão, ele parecia se surpreender com a explicação do deserto como se fosse um conceito completamente novo para ele.*

- Mas então vocês não tem água? Como fazem para pescar e viajar? Eu... Deve ser terrível, quero dizer, não ter o mar sempre ao seu lado. Acho que eu enlouqueceria. Sabe, muitos dizem que eu sou louco, mas acho que eles o fazem brincando, eu sou apenas louco pelo mar. Quando eu era criança eu sonhava em poder viajar e agora que me aceitaram na tripulação é tudo tão divertido, tudo tão novo, meus sonhos todos se realizam diariamente

*O homem parecia se distrair e começar a falar novamente sobre si mesmo e sobre o mar, que claramente era o tópico favorito dele, porém antes que ele pudesse se perder muito na própria história Ophelia discretamente lhe perguntava sobre a informação que buscava, tocando no nome do meio-irmão inqueria a Gael sobre ele.*

- Askari... Askari... AH! Você está falando do Jovem Príncipe? Sim, claro que conheço ele e agora que você comentou vocês dois realmente falando engraçado de um jeito semelhante. O Jovem Príncipe é muito bom, uma vez ele me trouxe uma bela carne e ficou um tempão conversando comigo, ele é muito sabido. Mas eu não o vejo tem um tempo, ele saiu numa missão mas não foi com a gente. Sabe, nós não somos Dragões oficialmente, apenas ajudamos eles com o transporte para os locais. Mas em geral quando eles vão pra perto eles usam a gente então o Príncipe deve ter ido pra algum lugar mais longe.

*Ele então olhava para o mar e começava a apontar para um pedaço de verde que ia lentamente se aproximando deles.*

-Ali! Ali! Ali! Aquela que é a Ilha do Extremo aonde você vai ficar. Aquela ilha é bem engraçada é a ilha mais diferente que eu já vi. Quase não tem pessoas lá são só vários animais e plantas engraçadas mas no meio dela de vez em quando eu vejo uma fumacinha preta subindo, mas ninguém acredita quando eu conto. Tem uns bicho grande e forte lá então é bom tomar cuidado, tá?

*A ilha ia se aproximando e Ophelia reparava que ela inteiramente coberta por um oceano de plantas em uma quantidade de vegetação que a garota nascida no deserto nunca tinha visto antes. A ilha era bem maior do que ela esperava e uma floresta com árvores imensas cobria toda a parte que seus olhos alcançavam, com a exceção de um pequeno monte no seu centro que parecia ser uma pequena clareira no centro daquela floresta.*

*A prancha de desembarque era baixada e oferecida para a representante dos caçadores na embarcação. Gael rapidamente se aproximava para se despedir dela e lhe entregava um pequeno den den mushi.*

- A gente não pode esperar aqui porque seria muito perigoso por causa dos animais. Mas assim que você acabar e quiser voltar pode nos avisar pelo den den mushi, ele funciona assim ó.

*O homem lhe ensinava como utilizar aquele comunicador pouco antes do navio zarpar. Agora Ophelia se encontrava sozinha naquela ilha para cumprir o trabalho que lhe deram como requerimento pela informação do herdeiro do trono*

QUOTE
Off;@Starless eu dei uma acelerada na viagem só pra caso se você não tivesse mais nada para falar com o marinheiro não ter que passar uma rodada inteira sem fazer nada, mas se quiser falar mais você pode fazer o quanto quiser =D


This post has been edited by Hang: Jun 13 2018, 10:16 PM
mp
^
1 User(s) are reading this topic (1 Guests and 0 Anonymous Users)
0 Members:

Pages: (2) 1 2 
responder
novo tópico
fazer enquete