versão 8.1

 
fechado
novo tópico
fazer enquete

 Polar, O Urso Vigarista, Se Enfiando em Encrencas em Alto Mar
LittleBear
 Posted: Dec 12 2017, 10:02 AM
citar


LittleBear




N/A



271 posts

Ficha

LittleBear is Offline

Aventureiro




Polar, O Urso Vigarista
Se Enfiando em Encrencas em Alto Mar
Papai! Olha ali um urso polar. podemos tirar foto dele?
Teddy estava sozinho na prisão do navio pirata ‘’fascinado por ursos polares’’. Havia escutado boatos de que estavam chegando em Parthevia e sabia que não poderia perder essa oportunidade de fugir da cadeia daqueles caras, não queria ser mascote do bando e sim queria ter uma carreira solo e com fama. Provavelmente os piratas nem sabiam que eu era mink achando que eu nem sabia falar a língua deles e por isso acabavam por me tratar exatamente igual um bicho de estimação, só restava eles me ‘’domesticar’’ segundo as palavras que o capitão falou sempre que ia me observar toda amanhã deitado na cela, mas desta vez eu havia acordado cedo e iria tentar dialogar com ele, caso faça o que fez durante toda a viagem abordo.

Já estava cansado de ficar ali, o navio estava em alto mar, e a pequena bolinha branca estava olhando pela pequena janela de grade, já podia ver que estavam se aproximando do arquipélago. Sem delongas ele suspirou lentamente e caminhou até a porta da cela, batendo 3 vez na porta em seguida de um grito bem alto para alguém que estivesse ali próximo pudesse abrir para ele. ‘’ EI Me deixe sair! Eu entro no bando de vocês só não deixem minha pelagem ficar suja seus malvados. Ops quis dizer bondosos hehe. ‘’ de certa forma era atuação do pequeno Polar, era só eles chegarem na ilha que o mink sumiria em um piscar de olho. Entretanto antes mesmo de fazer outra coisa, o urso polar começa a se alongar de um lado para o outro entediado esperando aparecer alguém por ali. O real motivo desse alongamento é que o branquinho pretendia nadar até a ilha e despistar os bunda mole que lhe capturaram. Agora só depende de como os demais reagiriam a ele.

Thanks Tess


This post has been edited by TigerGG: Dec 12 2017, 10:10 AM

--------------------
mp
^
Seth
 Posted: Dec 12 2017, 03:08 PM
citar


Seth




Aventureiro



469 posts

Ficha

Seth is Online

Administrador




Polar, O Urso Vigarista


O chacoalhar do navio era constante durante toda a viagem. Não possuía um tamanho grande, o que resultava numa falta de estabilidade do mesmo, não importava o quê os tripulantes tentassem. A cela na qual estava não era exatamente pequena, nem muito suja. Na verdade, parecia que todo o andar havia sido construído para abrigar animais silvestres. Havia três mesas redondas bem sujas do que aparentava ser farinha, com cadeiras ao redor. Potes cheios do mesmo mantimento lotavam algumas prateleiras logo atrás e, por causa do balançar do navio, teimavam em derramar parte no chão. Na frente da cela do pequeno urso, poderia encontrar diversas gaiolas dos mais diversos tamanhos. Diferentemente do estado das mesas e do chão, elas estavam limpas, quase recém compradas. Ocupavam todo o espaço dali, afinal, não havia outro animal se não si próprio.

A própria cela, no entanto, estava arrumada para o urso. Havia uma cama feita com feno e lençóis velhos, dois potes, um de água e outro de comida respectivamente, e, por fim, uma bacia perfeita para seu tamanho. Quando havia sido colocado ali, nos primeiros dias, ela estava cheia de gelo, como um agrado para mantê-lo confortável. Agora, porém, não havia nada se não uma poça de água, resultada do derretimento. Não se preocuparam em reestocar o gelo nenhuma vez, notaria. Mas era provável que não houvesse necessidade, afinal já chegavam na grande ilha de Parthevia.

Estava entediado e aprisionado por toda a viagem até ali. Com a vista da cidade aparecendo da pequena janela disponível, tentou mudar os planos e chamar atenção de alguém… mas, para sua tristeza, tudo em vão. Todos os tripulantes estavam no andar de cima, ocupados com a arrumação do navio para atracá-lo ao porto. Era possível ouvir vozes de comando do que o Urso acreditava ser o capitão do navio, indicando onde por cada coisa. Não demorou muito para Polar começar a sentir o chacoalhar do navio parar. Finalmente, atracaram a embarcação.

Alguns poucos minutos após a parada, uma dupla de tripulantes desceu até a cela em sua frente, de onde retiraram uma gaiola grande o suficiente para si. Não precisava de esforço para saber que seria colocado nela.

“Trazer um desses para uma ilha de verão… o Capitão quer matar o bicho? A gente vai mesmo conseguir vender ele?”, um deles pergunta, fechando a porta da cela e trazendo a gaiola até a frente do urso.

“Bah, nem se atreva a perguntar. Ele deve saber o que tá fazendo.”

Com o segundo aplicando um sedativo leve no Urso, os dois conseguiram colocá-lo dentro da gaiola com bastante facilidade, já trazendo-o para fora do navio. Pelo sedativo não ser pesado, Polar pode reparar em todo o ambiente ao seu redor e, para sua surpresa, era mais bem arrumado do que esperava ser. As casas possuíam paredes lisas de tom carmesim, seus jardins eram bem arrumados com flores e vegetação adequadas para o clima. A movimentação era bem grande, justificada pelo fato de estarem em uma área de comércio. Ao que tudo indicava, haviam atracado no porto da parte rica da cidade, o que fazia sentido se quisessem vender a bolinha branca. Sendo uma ilha de verão, quem teria dinheiro o suficiente para pagar um animal exótico de inverno?

“Karl, deixa ele ali, exposto. É bom que já chama atenção dos clientes.”

“Ugh… sempre me deixando com o trabalho pesado…”

Com dificuldade de Karl graças ao peso de Polar, o Urso foi colocado sobre algumas caixas embaixo do sol escaldante de Parthevia. Para sua sorte, ainda era de manhã, então a temperatura ainda era suportável. A gaiola na qual estava parecia resistente, porém sua raça era constantemente subestimada. Não podia excluir o fato de que sabia usar a própria força… e um ou outro golpe especial.

“Livre” ao mundo, o que Polar faria?



QUOTE
@TigerGG, primeira postagem sempre é longa, ficará menor a partir da próxima, não se preocupe.

--------------------


mp
^
LittleBear
 Posted: Dec 13 2017, 01:06 AM
citar


LittleBear




N/A



271 posts

Ficha

LittleBear is Offline

Aventureiro




Polar, O Urso Vigarista
Se Enfiando em Encrencas em Alto Mar
Papai! Olha ali um urso polar. podemos tirar foto dele?
Quando finalmente chegamos na ilha de Parthevia escutei passos se aproximando e vozes de dois homens, esses tolos abriam a porta ambos segurando uma cela da mesma altura que a minha, provavelmente um pouco maior mas tudo indicava que iriam me botar ali, e minha reação foi de encarar os dois caras com um olhar de dureza, que não me daria por fácil. Mas no final enfiaram alguma agulha no meu rabo, digo bunda, e nessa agulha me deixaram muito sonolento e com preguiça de reagir, e então me colocaram na cela.

Sem capacidade para reagir aquela hora, fiquei meio grogue mas ainda sim consegui observar o que se passava ali. O local a minha volta era um lugar agradável e seria mais ainda se não fosse esse calor desgraçado, enfim, resumindo, aquilo estava cheia de residências de pessoas bem financeiramente. O que me fez ficar menos nervoso, e era ali próximo que provavelmente circulava muito dinheiro já que aparentemente parecia ser uma área comercial, e se eu conseguisse um furto ou algum serviço ali talvez conseguiria dinheiro para voltar para Parthevia, contudo, havia esquecido de um detalhe. Eu estava preso, então tudo isso que eu pensava era perda de tempo.

Como o produto principal daquele capitão certamente eu estaria valendo muita grana e ainda me colocaram em uma posição em cima de outras caixas para chamar mais atenção, certamente o capitão do navio não queria desperdiçar essa chance. Eu havia sorte que era de manhã pois o calor podia piorar mais do que já estava. Mas algo me incomodava ali naquela ilha, onde diabos estava a marinha nas horas em que mais precisa? Contrabando de animais era legal naquela ilha? Como é possível não fiscalizarem direito aquela bagaça.

Vendo que resistir ali não me levaria a nada, fiz uma cara fofinha deixando meu rosto corado e um pequeno sorriso de ingenuidade como se não soubesse que aquilo era uma prisão mas na verdade eu não era tão burro assim e era apenas atuação, queria ser vendido o mais rápido possível para não ficar embaixo daquele calor. De uma maneira ou de outra alguma hora eu iria escapar do meu futuro ''dono''. Isso se me vendessem...

Thanks Tess

mp
^
Seth
 Posted: Dec 13 2017, 01:58 AM
citar


Seth




Aventureiro



469 posts

Ficha

Seth is Online

Administrador




Polar, O Urso Vigarista


Aguentar por mais algum pouco tempo debaixo do Sol para conseguir ser vendido era um plano sensato, e do jeito como se destacava na cidade, não demorou muito até uma pequena multidão curiosa formar uma meia lua ao redor de sua gaiola. Os seus raptores olhavam surpresos para a direção do Urso enquanto terminavam seus afazeres, não esperando uma reação tão rápida do público. Quem se aproximou dele para finalmente anunciá-lo foi ninguém menos que o Capitão, já com o intuito de vendê-lo nos primeiros minutos.

“Cheguem mais perto, madames e senhores de Parthevia! Apresento à vocês uma espécie rara por aqui, capturada diretamente de uma das ilhas de inverno. Não foi fácil achá-lo, mas com a gente nada é impossível. Por um preço razoável, a bolinha de pelos brancos pode ir para sua casa.”, ele gira a gaiola de um lado para outro, “Está saudável, em perfeita saúde, como podem ver.”

“Quanto quer por ele?”, uma mulher na multidão tornou a perguntar.

“Hehehe! Quanto você pode me oferecer?”

Diversas ofertas foram recusadas, e dezenas outras novas foram feitas. Homens, mulheres e até crianças ousavam nomear preços para o pequeno Urso. Aos poucos, uma multidão ainda maior reunia-se ao redor da primeira, e uma fila logo era formada. As carinhas fofas e inofensivas de Polar estava fazendo a atração por si tornar-se cada vez maior, de modo que rapidamente já não era possível ver um fim. Perguntas surgiam com vozes atropelando umas as outras atrás de respostas do Capitão. Com tamanha procura, era esperado que o comerciante fosse subir seu valor absurdamente. Ainda assim, a briga para ver quem o compraria continuava. Foi quando um mordomo aproximou-se do Capitão e sussurrou em seu ouvido que sua expressão facial mudou bruscamente: seus olhos arregalaram-se, quase pulando do rosto. Sua boca caiu no chão. Demorou alguns segundos até lembrar-se de que estava com um público na sua frente.

“Muito bem, senhores! É uma pena lhes informar que o urso foi vendido por uma generosa quantia, mas negócios são negócios.”, ele bate palminhas, dispensando a multidão decepcionada. Poucos ainda permaneceram ali para aproveitar os últimos segundos com o animal. “Karl! Peji! Carreguem o urso para esse senhor, ele vai guiar vocês até a casa do cliente.”

Carregado novamente por Karl, pois Peji não gostava de trabalho braçal, Polar foi levado até uma das últimas ruas visíveis, para uma casa que beirava o mar. Conforme passavam, durante o caminho, percebia que seus tamanhos só aumentavam, até um ponto que já não era possível saber se aquilo ainda era uma casa ou um prédio com diversos moradores.

“Chegamos. Por favor, coloquem o animal… ali, ali na sala. O dinheiro será entregue no horário combinado.”, diz o mordomo, após passarem pelo portão principal e entrarem no primeiro cômodo. Polar foi colocado no meio de um enorme tapete feito a mão, sua gaiola fora aberta e deixada ali. O trio de homens vai afastando-se logo depois, ainda conversando sobre a compra, enquanto passavam para o lado de fora da casa. “Vocês podem certificar de que ele não está doente, não é? Minha lady ficaria furiosa se…”

O interior do cômodo era luxuoso, como esperado pelo tamanho da casa. O teto alto deixava a sensação de gigantismo ainda maior, como se ali morassem indivíduos de tamanho anormal. Uma grande escadaria típica de mansões estava nas costas do urso. Tanto do lado direito quanto do esquerdo davam para outros quartos e salas, no que parecia uma mansão sem fim.

Polar estava “livre”, ao menos, até o mordomo voltar.




QUOTE
@TigerGG


This post has been edited by Seth: Dec 13 2017, 02:01 AM
mp
^
LittleBear
 Posted: Dec 13 2017, 09:49 AM
citar


LittleBear




N/A



271 posts

Ficha

LittleBear is Offline

Aventureiro




Polar, O Urso Vigarista
Se Enfiando em Encrencas em Alto Mar
Papai! Olha ali um urso polar. podemos tirar foto dele?
Uma multidão de pessoas estavam ao meu redor, era a primeira vez na minha vida que havia chamado tantos holofotes assim,que até um leilão começava para ver quem pagaria o maior preço por mim. Nessa situação o capitão deveria estar explodindo de felicidade, espero que alguma vez na vida o homem me agradeça por fornecer tanto dinheiro sem ao menos fazer derramar um pingo de suor. Depois de muito tempo, o capitão afobava a situação pedindo para a galera se retirar pois já haviam um comprador, então nessa hora virei o corpo em direção do comandante e com um olhar de curiosidade fiz um questionamento na minha cabeça. Para onde eu seria levado? Mas fora isso, só ria por dentro. ‘’HAHAHA, os cara gastam uma grana preta para me comprar e depois vou fugir, bem, ainda posso fazer mais sucesso aqui e não vou fugir, é uma novidade para a ilha ter um urso polar, era só me aproveitar da situação e na hora mais adequada sair de fininho.’’ Mudava minha expressão de diligência para calma não me preocupando com esses detalhes.

Nesse período que foi levado até o luxuoso local, fiquei tranquilo observando um por um de cada cômodo do lugar, não sabia se aquilo era um conjunto habitacional ou a casa de alguém, mas que estava de parabéns por ter uma bela casa estava, sem dúvidas! Chegando numa sala finalmente me libertaram da gaiola e os homens se afastavam para discutir sobre minha saúde, já estava cansado me sentir um prisioneiro, sem reação inicialmente sobre o quarto deitei de barriga para cima e posicionei as minhas mãos sobre minha pança o qual sentia que estava roncando de fome. Após demorar um pouco para averiguar o quarto que fora deixado sozinho olhava para o teto fazendo com que me surpreendesse. Era um teto simplesmente gigante me fazendo pensar por um segundo que ali teria comidas divinas e que em algum lugar da casa vivia criaturas enormes. Então o que fazer? Bora explorar. Nossa! Tem uma escada atrás.O que fazer? Óbvio que descer. (Estilo Sherlock Holmes ativado) A curiosidade de desvendar mistérios daquela casa me animou tanto, que desci a escada rapidamente com as 4 patas indo em busca de uma cozinha para me satisfazer antes de me aventurar na casa. E só pra destacar uma coisa bem comum que acontece no cotidiano de todo mundo, era o simples fato de ter um urso polar andando no corredor de uma casa. Super normal.


Thanks Tess


This post has been edited by TigerGG: Dec 13 2017, 09:51 AM
mp
^
Seth
 Posted: Dec 13 2017, 04:21 PM
citar


Seth




Aventureiro



469 posts

Ficha

Seth is Online

Administrador




Polar, O Urso Vigarista


A escadaria dividia-se em duas, uma que daria para o segundo andar, e outra para o subsolo. Dominado pela fome, o pequeno Urso toma partido e desce atrás de comida, esperando que a sorte lhe guiasse até uma possível cozinha. Sua descida demorou mais do que o esperado, graças a grande quantidade de degraus que haviam construído, indicando que o porão seria ainda mais fundo. Para Polar, no entanto, esse pequeno fato era algo bom: por causa da profundidade, o ambiente seria mais fresco do que os andares superiores da casa, resfriando o pequeno corpo do Mink.

O Cômodo que a escada ligava era, para sua surpresa, uma grande sala de jogos. Mesas de Sinuca, Dardos e um bar eram os destaques principais. Este último estava com as prateleiras cheias de bebidas aparentemente caras, além de taças de vidro fino. Suas bancadas eram de mármore, e estendiam-se por boa parte da sala. De resto, as paredes do bar eram compostas de tijolos, dando um ar rebelde, enquanto o chão era revestido de carpete verde oliva. Conforme o Urso caminhava sobre ele, podia sentir as patinhas afundando no tecido macio, às vezes fazendo cócegas nas almofadinhas delas. Aquela sensação era estranhamente reconfortante, talvez por memórias dos dias nevados que já havia passado por.

Por fim, tanto no lado esquerdo quanto no lado direito poderia encontrar duas portas duplas. Um cheiro de conserva era exalado da esquerda, enquanto um cheiro forte de álcool vinha da direita. Sua barriga ainda estava roncando.



QUOTE
@TigerGG, post curto pois realmente não havia muito o quê dizer do subsolo, ou interação de personagem. O próximo deve melhorar.


This post has been edited by Seth: Dec 13 2017, 04:22 PM
mp
^
LittleBear
 Posted: Dec 14 2017, 11:10 AM
citar


LittleBear




N/A



271 posts

Ficha

LittleBear is Offline

Aventureiro




Polar, O Urso Vigarista
Se Enfiando em Encrencas em Alto Mar
Papai! Olha ali um urso polar. podemos tirar foto dele?
Faceiro eu descia as longas escadas de altos degraus. Quanto mais descia de ambiente para o outro, cada vez mais refrescante o local ficava fazendo-me ficar confortável dentro daquela mansão gigantesca, e agora conquistava mais um motivo para descer mais ainda nas profundezas da residência.

Ao encaminhar-me mais para baixo, encontrei um lugar cheio de jogos que nunca havia visto na vida, um era umas bola e uma mesa verde com uns buracos e o outro relembrava dos dardos, que havia aprendido na aula teórica do papai que aquilo poderia ser perigoso em mãos erradas, mas não sabia que podia ser um jogo.

Quanto mais entrava no salão de jogos mais satisfatório aquele lugar ficava, por exemplo, quando passei por um tapete verde oliva, aquilo era tão legal que eu deitei e fiquei rolando no carpete igual um paranoico de tão aconchegante que aquilo era. E quando parei com essa atitude idiota, vi que ali dentro também tinha um bar cheio de líquido que nunca havia visto na vida, e ai surgiu uma ideia para me divertir ainda mais, subi na bancada de mármore e corri sobre ela para escorregar e derrubar todos os copos que estavam sobre a bancada e fazer uma chuva de bebida. Se eu não fizesse aquilo não era digno de ser chamado Polar.

Depois de escorregar na bancada fui atraído pela atenção de um cheiro familiar que me lembrava papai quando ficava louco quando segurava uma garrafa. Caminhei até lá, e atenciosamente, abri a porta da direita, lentamente fui colocando cada vez mais a cabeça para dentro a cada segundo que abria delicadamente a porta. (Só espero que não esteja trancado)

Thanks Tess


This post has been edited by TigerGG: Dec 14 2017, 11:11 AM
mp
^
Seth
 Posted: Dec 14 2017, 02:47 PM
citar


Seth




Aventureiro



469 posts

Ficha

Seth is Online

Administrador




Polar, O Urso Vigarista


Mesmo sua fuga sendo uma prioridade, não impedia o Urso de procurar diversão no meio tempo. A mansão era enorme e certamente teria uma variedade de objetos, dos mais diversos tamanhos, para usar como brinquedo. No momento, não pôde evitar a atração que os brilhos das garrafas criavam em seus pequenos olhos pretos, levando Polar até as prateleiras e bancada onde as mesmas estavam expostas. Subindo nesta última, o Urso pegou impulso antes de se jogar pelo mármore bem polido, derrubando mais de vinte garrafas que havia ali. Para sua sorte, o som do vidro despedaçando-se no chão era suprimido para os outros andares graças ao carpete grosso em toda sala. Um cheiro forte de álcool, mel e frutas subiu até suas narinas, conforme uma mancha escura se formava a partir do líquido vazado das garrafas quebradas. A intensidade era forte, deixando o Mink um pouco zonzo só com o odor. Afastou-se dali rapidamente, indo para a sala com o mesmo cheiro, mas suportável.

Ao abrir a porta, Polar foi invadido pelo odor que havia lhe atraído, além de um novo cheiro amadeirado. O quarto em questão era do mesmo tamanho que o anterior, porém organizado em quatro fileiras de barris velhos. Também podia observar funis fincados na boca de garrafas no final da sala, sobre diversas mesas. Para sua surpresa, havia três fogões grandes e velhos, que não combinavam com o resto da casa que vira. Todo o luxo dos quartos pelos quais passou era jogado fora a vista daquela aberração. Por que manteriam algo tão velho e acabado numa casa dessas? Polar não sabia dizer.

Por fim, o chão fazia contraste com o carpete da sala de jogos, sendo de uma pedra acinzentada, enquanto suas paredes eram de madeira revestida. O cheiro ficaria mais forte se o pequeno Urso se aproximasse de um dos barris.



QUOTE
@TigerGG


This post has been edited by Seth: Dec 14 2017, 02:49 PM
mp
^
Yusuke Urameshi
 Posted: Jan 3 2018, 10:33 PM
citar


Yusuke Urameshi




N/A



2382 posts

Ficha

Yusuke Urameshi is Offline

Administrador




Aventura Finalizada por abandono(avisou) do player.


Recompensa de Narrador:
XP: +3
Gemas: 0

--------------------
Spoiler
user posted image

Minha Ficha
mp
^
0 User(s) are reading this topic (0 Guests and 0 Anonymous Users)
0 Members:

fechado
novo tópico
fazer enquete